Home » Baixada Interativa » Humor: O chute Saiu Pela Culatra

Humor: O chute Saiu Pela Culatra

— Quase que aquele maluco meteu um tiro na cara da gente cumpadi!

— Caramba! É por isso que a partir da semana que vem num quero mais saber de área de risco, bandido, viatura, só do meu sossego lá na embaixada!

“O sargento Avilineldo e o cabo Cassilédio depois de um turno de serviço complicadíssimo na área da Maré, adentraram a uma padaria para filar cafezinho

O sargento apesar de assustado estava feiíssimo, pois fora o escolhido dentre dezenas de policiais a compor o quadro de seguranças do embaixador da República do Lisarb e aquela madrugada fora a última. Agora só queria ir pra casa e esquecer o complicado turno”

— Sai daí cachorro filha da puta! (gritou repentinamente o sargento Avilineldo, assustando o cabo que quase engasgou com o café) Vai mijar na puta que pariu!

“ O policial, ao ver um vira-lata urinando em uma das rodas da viatura, instintivamente correu em direção ao veiculo e quando ia desfechar um chute no bicho, um coroa que passava se interpôs, impedindo a ação violenta do militar”

— O que significa isso? (indagou o sujeito) O senhor como um policial deveria dar o exemplo!

— Eu num pedi sua opinião e além do mais num é um merda dum cachorro que vai mijar num da polícia.

— O senhor poderia ter enxotado o cão e não precisava chutá-lo!

— Tenho 22 anos de Polícia Militar e num preciso de ninguém pra me ensinar cumé meu trabalho. Cuida da tua vida!

— O senhor não deveria estar na polícia. É violento e mal educado. Mas, o senhor não perde por esperar!

— Meu tio, quer um conselho? Se adianta, segue teu caminho, que eu num quero prender o senhor por desacato!

— Desacato?

— Ta duvidando?

— Não, muito pelo contrário. Estou liberado, posso ir embora?

— Ja devia ter ido.

— Avilineldo, acho que tu mandou errado pra cima do cara. E se ele denunciar você no batalhão? (comentou o cabo Cassilédio preocupado)

— Esqueceu que a partir da semana que vem eu vou ta na guarda do homi?

“Segunda-feira bem cedo, o sargento se apresentou a Embaixada da República de Lizarb”

— Sou o sargento Avilineldo e vim me apresentar ao secretário geral da Embaixada.

—  Entre sargento (disse um cara grandão que vestia túnica e turbante) Foi bom o senhor ter chegado. O secretário, coincidentemente está neste momento está falando ao telefone com o coronel do seu batalhão.

— Falando cum o coronel?

— Ta tentando identificar um colega seu que na sexta-feira, o ameaçou de prisão por causa de um cachorro. Talvez o senhor possa ajudar. A sala do secretário é a terceira à esquerda.

Fernando Zappa

Comentários (1)

  1. Antonio Dantas disse:

    Tem hora que é melhor ficar calado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *