Home » Notícias » Briga de marido e mulher a Prefeitura de Queimados mete a colher

Briga de marido e mulher a Prefeitura de Queimados mete a colher

SONY DSC“Em briga de marido e mulher, o Ministério Público, a polícia Civil e a Prefeitura, metem a colher!” A frase dita pelo Prefeito de Queimados, Max Lemos, se tornou o engajamento da Secretaria de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania para o trabalho da Coordenadoria de Políticas Públicas para as mulheres. Ontem, mais uma ação para amenizar que casos de violência contra a mulher fiquem impunes foi feito. Em uma parceria com o 24° Batalhão de Polícia do Militar, realizou-se uma palestra de orientação sobre a Lei Maria da Penha e intervenções em casos de flagrante ,para 50 policiais da cidade no Teatro Municipal Marlice Margarida Ferreira da Cunha, pela Delegada da 54° DP, de Nilópolis,  e professora Sandra Ornellas.

O evento ocorreu sob a temática de cuidado com os civis para protegê-los em todos os aspectos. Durante a palestra a Delegada Sandra Ornellas, destacou fatores importantes para a conduta do policial com o civil como a impessoalidade. “Nós devemos seguir esse principio a risca! Nunca devemos nos envolver e deixar que as nossas opiniões pessoais e princípios interfiram no nosso trabalho de proteger as pessoas. Seja ela quem for, se estiver em uma situação de vulnerabilidade nosso dever  perante a lei é protegê-lo!” , orientou a Delegada.

A resposta dos policiais foi imediato, durante toda a palestra eles interagiram e tiraram suas dúvidas com a Delegada que também é professora de Direito Criminal. A recém-formada em soldado da polícia militar, Keila Santiago, absorveu bem os conteúdos da palestra. “Me formei em soldado há um mês e vou levar o principio da impessoalidade que a Delegada falou hoje pra minha vida. É muito difícil não nos deixar envolver com situações que nos afetam, como agressão às mulheres. Mas tenho que tratar a todos os civis igualmente, respeitando suas crenças, opções sexuais e classe social, como nos orienta o artigo 5° da constituição, que diz que todos são iguais perante à lei”, contou Keila.

O Secretário de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania, José Ribamar Dadinho, destacou que o evento é uma ação educativa para os PMs. “Nossa intenção em realizar o evento é dar um incentivo para que os nossos policiais, que sofrem tanta pressão no dia a dia em seu trabalho, possam discutir, refletir sobre suas ações e que isso dê resultado nas práticas de suas rotinas. A secretaria está empenhada em cumprir o compromisso de cuidar de todos os cidadãos de nossa cidade, principalmente os que estejam em vulnerabilidade” declarou Dadinho.

A Coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres, Eliana Leoncio, afirmou no evento que Queimados está comprometido em ajudar as mulheres. “O prefeito Max Lemos criou a coordenadoria ainda no seu primeiro mandato para que nós déssemos atenção especial à mulher em Queimados. E todos os dias nossa luta é para que na cidade a mulher seja assistida em todos os sentidos”, declarou Eliana. O Comandante do Batalhão, Coronel Ranunfo Brandrão Filho acrescentou que a frase dita pelo prefeito Max Lemos pode ser reeditada por ele. “A prefeitura mete a colher e o policia mete a algema! Estamos em parceria para que nenhuma violência contra a mulher saia impune”,  apontou Ranunfo.